Questo sito utilizza cookie di terze parti per inviarti pubblicità in linea con le tue preferenze. Se vuoi saperne di più clicca QUI 
Chiudendo questo banner, scorrendo questa pagina, cliccando su un link o proseguendo la navigazione in altra maniera, acconsenti all'uso dei cookie. OK

L'(est)etica della liberazione nel Teatro dell'Oppresso

Il Teatro dell'Oppresso è una metodologia di teatro sociale, elaborata alla fine degli anni '60 in Brasile da Augusto Boal. Questa tesi mira ad inviduare gli aspetti centrali del Teatro dell'Oppresso, che lo rendono la metodologia ideale per operare in contesti di oppressione a livello sia psicologico che sociale. La liberazione si colloca, quindi, su due piani: quello etico o sociale, e quello estetico o artistico.

Mostra/Nascondi contenuto.
RESUMO Este trabalho nasce de uma experiência importante de Teatro do Oprimido, que vivi nos meses passados em Lisboa e que ainda continua. Comecei a interessar-me neste tipo de teatro há alguns anos, mas só durante o periodo em Lisboa com o Projecto Socrates/Erasmus, acabado em julho 2008, pude fazer experiência directa num contexto bem diferente do meu. Provavelmente, o que mais me atrai no Teatro do Oprimido é a capacidade de combinar um desempenho artístico de alto nível com uma forte tensão ética. Na minha opinião, num mundo complexo e problemático como o nosso, esta é uma questão da qual já não se pode prescindir: se a arte – neste caso o teatro – tem a função, é a de ampliar a percepção que o homem tem do mundo, no plano quer individual quer comunitário. Claro que é um objectivo significativo, visto que o imperialismo cultural de que somos víctimas através dos meios de comunicação e da publicidade leva à globalizacão de toda coisa, até do pensamento. Portanto, é preciso que a arte nos ensine de novo a amarmos essa liberdade que se calhar muitas pessoas, entre nós, ainda que inconscientemente, perderam. Por estas razões, decidi concentrar-me no problema da liberdade e da libertação no Teatro do Oprimido, tendo sempre em contra os dois aspectos da questão: o ético e o estético. Ao longo de todo o trabalho, manifestar-se-á a complementaridade das que são as duas caras da mesma medalha. O primeiro capítulo, tomando como ponto de partida um conto do escritor brasileiro João Guimarães Rosa, encara a temática da relação entre teatro e literatura na época contemporânea. Através de uma breve análise das novidades das últimas décadas em âmbito artístico, chegar-se-á à conclusão que esta relação, embora tenha assumido carácteres diferentes daqueles tradicionais, ainda existe. Até em formas de teatro social, como o Teatro do Oprimido, que com a literatura parecem ter pouco ou nada a ver. 1

Laurea liv.I

Facoltà: Lettere e Filosofia

Autore: Sonia Miceli Contatta »

Composta da 62 pagine.

 

Questa tesi ha raggiunto 1348 click dal 05/01/2009.

 

Consultata integralmente 3 volte.

Disponibile in PDF, la consultazione è esclusivamente in formato digitale.